Em 24 de junho de 1952, a BRINQUEDOS BANDEIRANTE entrou para o mercado já com a fabricação de bolas, patins, triciclos, carros a pedal e carrinhos de bebê, além dos playgrounds infantis; e logo após três meses de atividade, passou a ocupar um edifício de quase 5 mil metros quadrados, na Mooca (São Paulo).

Com o passar do tempo, a empresa começou a concentrar a produção nos brinquedos que ofereciam velocidade e movimento, fixando na sua identidade visual a ênfase na linha de rodas. Foi nesse período perto dos anos 60 que o slogan TÃO FORTES QUE PASSAM DE IRMÃO PARA IRMÃO veio para reforçar a boa qualidade e a resistência dos produtos fabricados pela marca.

No início da década de 60, uma nova fase se iniciou. As instalações da fábrica da Mooca já eram pequenas demais para a demanda de produção, quando em 1962 a BRINQUEDOS BANDEIRANTE se mudou para o bairro de Vila Ema, à beira do Córrego da Mooca. Confirmando a hipótese que já vinha sendo cogitada pela diretoria desde o final da década anterior, a empresa ganhou então um armazém novo e mais espaçoso.

De 1964 até o final da década de 70, a empresa investiu em processos de produção e no desenvolvimento de brinquedos, mas a implantação de novas práticas comerciais ajudou a consolidar as parcerias da BANDEIRANTE com sua rede de revendedores.

Os anos 70 trazem consigo o início de uma importante transição: da metalurgia à transformação de plástico. Foi nesse cenário que a empresa iniciou mais uma expansão ao inaugurar o parque industrial de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Já com a consolidação dos brinquedos predominantemente de plástico, a BANDEIRANTE lançou no mercado os grandes sucessos TICO-TICO AMÉRICA, JET-BAN, JATÃO, BANDERETTA e o TICO-TICO EUROPA, que era produzido totalmente em plástico e já está em sua quarta geração, com mais de 4 milhões de unidades produzidas.

Ao fim desse período, a BRINQUEDOS BANDEIRANTE continuou diversificando sua linha de produtos e, após associação com a NEUSA BRINQUEDOS, criou a BANESA, uma divisão especializada em brinquedos de menor porte, como conjuntos de cozinha e carrinhos em miniatura, a chamada LINHA LEVE.

No início dos anos 80, o cenário econômico nacional era bastante desafiador e a divisão BANESA passou a assumir papel estratégico na operação da BRINQUEDOS BANDEIRANTE. A empresa dava os primeiros passos em processos de licenciamento de marcas e personagens, passando a desenvolver novos conceitos de produtos, a exemplo da primeira versão de triciclo de passeio. Com isso, chega ao mercado a primeira moto elétrica fabricada no Brasil, a BABY MOTO, movida a pilha.

Na década seguinte, o caminho da modernização refletiu-se nas ações da empresa e a nova identidade visual veio com traços dentro desse conceito, mantendo o foco na fabricação de brinquedos sobre rodas. O início dos anos 90 foi marcado pelo novo plano econômico e pela abertura de importações, quando a BRINQUEDOS BANDEIRANTE começou a representar marcas internacionais ao mesmo tempo que intensificou mais da alta tecnologia em seus produtos, como a produção do primeiro carro elétrico movido a bateria recarregável.

Ainda nos anos 90, a BRINQUEDOS BANDEIRANTE passou a integrar o grupo de empresas do setor que estabeleceu padrão de qualidade e de segurança na fabricação nacional de brinquedos. Essa convenção de QUALIDADE e SEGURANÇA, realizada com participação do INMETRO, foi o que incentivou a criação do Serviço de Atendimento ao Consumidor.

A partir de então foi realizado um intenso trabalho de reestruturação nos departamentos de pesquisa e desenvolvimento, a fim de direcionar investimentos para atualização da infraestrutura e também da qualificação da equipe, fazendo do design a estratégia fundamental na criação de novos brinquedos. Os lançamentos TRICICLO CHOPPER, a segunda versão do TRICICLO DE PASSEIO e a primeira geração do CARRO DE PASSEIO SMART foram os três marcos desse período.

A virada do milênio representou uma nova era e uma nova atualização da marca BRINQUEDOS BANDEIRANTE, que passou a transmitir o conceito de AGILIDADE e MODERNIDADE, pronta para os desafios do século XXI. Foi a partir daí que veio a conquista do PRÊMIO GESTÃO DE DESIGN, entregue pela Confederação Nacional das Indústrias, e também o nascimento da linha de BONECAS, com a divisão VIVA.

A linha de CARROS ELÉTRICOS continuava se mantendo forte e consolidada, quando a empresa apresentou ao mercado mais duas linhas: a das MOTOS GT, inspiradas nos modelos de competição de velocidade, e a PUERICULTURA, com o lançamento da segunda geração do CARRO DE PASSEIO SMART, linha que estimula o desenvolvimento físico e psíquico na infância.

QUALIDADE BANDEIRANTE
Todos os processos de desenvolvimento e produção, além do relacionamento pós-venda, estão certificados com ISO9001, ISO 14001 e ISO 45001. Isso permite que a empresa mantenha o ritmo constante de atualização, tanto do parque industrial quanto do aprimoramento dos colaboradores, ações que estarão sempre orientadas a QUALIDADE e INOVAÇÃO, oferecendo o melhor para a plena satisfação de lojistas e consumidores.

São mais de 6.000 LOJISTAS
em todo o BRASIL

Presença no mercado
LATINO-AMERICANO

LIDERANÇA entre fabricantes
de brinquedos na América do Sul

Brinquedos Bandeirante, presente em cada fase do desenvolvimento da criança.